terça-feira, 21 de outubro de 2008

Fé.

Há um tempo atrás eu recebi um e-mail de um cara que tinha recebido um e-mail de um pastor indiano. Este e-mail chegou até mim.

Confesso que tive medo quando li. E que fiquei na frente do computador e pensei:"cara, quando eu estiver no campo, vou tah fudida!". Peço perdão aos conservadores..mas foi isso que pensei. E é isso o q penso todas as vezes que penso sobre o Egito(meu chamado missionário). Sempre fico com o c.. na mão!






Sei que posso morrer na primeira semana que eu chegar lá. Mas sei também que não dá pra viver mais uns cinquenta anos como os últimos vinte.Sei o meu papel. O meu dever como cristã é falar de Jesus. Odeio boa parte das igrejas, pq elas não tocam nesse assunto(missões). Estão mais interessadas em novos membros, e por "membros" entenda "dizimistas". Acredito que existem igrejas sérias. Mas como em tudo nessa bosta de mundo em que vivemos, existem as sérias e as de merda. E se vc faz parte de alguma do nível da segunda, não se preocupe. Faça a sua parte. Aquilo que Deus disser pra vc fazer, este é o certo.






Não gosto de falar de religião, consequentemente de igrejas, mas já que falei...existe algo que eu não suporto: pessoas que tem medo de acreditar em Deus e de seguir aquilo que é prudente, ou até mesmo medo de mudar o carácter, e por conta desse medo dão a desculpinha esfarrapada de que igreja é tudo igual e que pastor é td ladrão e que pessoas são hipócritas e blábláblá. Meu irmão, se liga! Deixa eu te fazer uma pergunta: Alguma vez Deus te decepcionou?Puts, realmente tem igrejas que só Jesus pra dar a luz! E pastor que é pilantra também existe. E pessoas hipócritas...vixi! Cara, se vc desistir de buscar Deus por conta disso o problema é seu e, sinto te informar, mas essas pessoas valem mais que vc!


Enfim.. Vou mostrar a vcs o e-mail.

.





"Aqui é Raj, seu amigo da Índia, pedindo sua gentil oração pela minha família e pelas igrejas no distrito de Kandhamal(Phulbani), Estado de Orissa.
Para informá-los, houve um terrível ataque às igrejas de nosso distrito. Quase todos os vilarejos cristãos foram destruídos, demolidos e queimados. Isso começou no dia 24 de agosto de 2008 e continua de mal a pior. Mais de 100 cristãos mortos, entre eles cerca de 30 pastores, foram mortos de forma brutal ou queimados vivos. Ninguém sabe quantos estão desaparecidos. Os corpos dos mortos estão espalhados nas florestas, montes e vilarejos distantes. Não há ninguém lá para enterrar os mortos. Pessoas são mortas na frente de seus familiares, esposas e filhos. Meninas são raptadas por gangues e queimadas vivas. Não tenho palavras para expressar a agonia e a dor das pessoas. Muitos livros poderiam ser escritos sobre a tristeza de seus corações partidos. Quase todas as igrejas foram arruinadas, demolidas e queimadas. Todos os vilarejos e casas cristãs estão completamente destruídos, suas propriedades foram saqueadas e todos os veículos, queimados. Milhares e milhares de pessoas pobres e inocentes, junto com suas crianças e velhos, correram para salvar suas vidas nas florestas e colinas, e mesmo ali suas vidas não estão seguras. Eles continuam sendo caçados pelos fanáticos hindus.
O toque de recolher vem desde 24 de Agosto de 2008. Sem transportes, sem mercados, parece que todo o distrito está parado e morto.
O último culto que realizei com os crentes de minha igreja foi no domingo do dia 24. No dia 25, recebi notícias de que atacariam a mim e à minha família, e destruiriam minha casa. Para salvar minha vida e a de minha família, deixei minha casa às 5:30 da manhã apenas com a roupa do corpo. Eu, minha esposa e meu filho de 10 anos nos abrigamos e escondemos com um amigo não-cristão. O terror estava por toda a parte em nossa pequena cidade. Com muita aflição e medo, nos abrigamos naquela casa. Assim que a noite caiu, ouvimos o som de pessoas da oposição correndo de lá para cá, gritando "matem todos os cristãos." Seu objetivo era matar todos os líderes e pastores.
Às 12:45 da noite, recebi uma ligação de um irmão. Eles marcharam contra o prédio do meu escritório e, sem perder tempo, arrasaram minha casa com uma bomba. Confiscaram tudo e queimaram o resto das coisas, meu carro e todas as bicicletas. Então avançaram para a casa em que eu estava escondido e arrombaram a porta para pegar e matar nossa família. Graças a Deus, o dono da casa tomou uma atitude corajosa para me proteger, acabou agredido brutalmente.
Na manhã seguinte, com muito medo, eu, minha esposa Purnima e meu filho Comfort corremos para a floresta para nos salvar. Minha esposa é diabética. Eu os levei para a floresta, sem sabermos para onde estávamos indo. Um pastor e sua família nos encontraram naquela floresta. Permanecemos um dia inteiro ali e, ao anoitecer, andamos mais 10km mata adentro para ficarmos a salvo. Por quase cinco dias, o Senhor, com sua mão poderosa, nos protegeu naquela floresta. As pessoas de um vilarejo cristão próximo ficaram sabendo a nosso respeito e vieram nos ajudar trazendo comida. Ficamos sabendo que a floresta também não era nada segura. Com muito cuidado, chegamos ao acampamento de ajuda. Em cada um, de 5 a 6 mil pessoas. Não havia comida nem água, só doenças por toda a parte, crianças pequenas e muitos idosos já mortos. Foi um milagre dois motoristas não-cristãos de bom coração chegarem de 60km de distância com meu primo e nos salvarem da morte
Em cinco minutos, pela manhã, às 7:45, eles nos atravessaram pelo campo dos opositores que queriam minha vida. Por sua graça e mão poderosa, Ele nos salvou. Graças ao seu santo nome, chegamos a um estado vizinho. Não sei o que fazer, peço sua gentil oração por minha família e também que todos vocês sustentem nosso povo e nossas igrejas em suas orações. As pessoas perderam sua esperança, não há apoio do governo, o terror está por toda a parte. Minha oração e confiança são que somente Deus, por sua graça, pode controlar a situação de morte e agonia.
Algum de vocês pode enviar meu pedido de oração ao Dr. Dhanaraj e ao Sr. Mandoza em Maui Haggai? Por favor, informem nossa condição a todo o povo de Deus para oração. Se puderem, por favor me escrevam. Obrigado, meus amigos. Essa é a realidade, dizia o irmão Mandoza, antes de deixarmos Maui (Havaí).
Não sei em que condições se acham sua vida e ministério, mas amo muito, oro e tenho saudades de todos vocês. Muito obrigado por seu amor e amizade por mim no Havaí. Que Deus abençoe todos vocês. Seu irmão
Pastor Raj.
RK DIGAL,INDIA. "

Mais notícias em:
Português : http://www.portasabertas.org.br/noticias/noticia.asp?ID=4771
Inglês: http://www.gfa.org/
http://www.persecution.org/






3 comentários:

Anônimo disse...

Galera tenham fé e leiam esse texto, muito tenso...
sem palavras ate agora!
Leticia, parabens pelo comentario !fiquem cm Deus!

Neith*AYUME* disse...

É realemte triste saber que pessoas que creem em Deus tenham de sofrer, que paguem a culpa de outros que quase nada por eles fazem, oro por eles tmb, para que a perseguição termine, e possam voltar a espalhar a fé e sua coragem!!
Adorei o post
beijos

Choosen ! disse...

É preciso enfrentar nossos medos. Bater de frente com as regras, às vezes, em nome de um ideal. É isso que temos que fazer:IR E FALAR DO AMOR DE JESUS.