quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

"O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons"

Precisava atualizar isso daqui..rs
Então, li um post em um outro blog que me inspirou a fazer este. Leia "1 Co 13:1-13" e entenderá. Já postei ele aqui também..

Esse amor supremo de que a Bíblia tanto nos fala, essa coisa de "amar o teu próximo (independente de quem seja) como a ti mesmo"; o primeiro mandamento.. amar de uma forma maior que a própria vida..eu não consigo mais (sim, durante um tempo vivi esse amor).
Estou aqui, diante de quem quer que seja você que lê, falando que eu não sei amar do jeito que Jesus amou. Do jeito que Ele nos ensinou. A maior lição de todas, aquela pela qual o filho de Deus morreu, eu não aprendi. E de nada valem esforços para isso. Quanto mais eu tento me encantar pelo próximo e amá-lo, mais eu o odeio. Odeio os ideais humanos. Tenho nojo até das minhas escolhas em determinadas horas. E EU SEI que isso tah errado.

Eu consigo amar as crianças, e consigo amar quem me ama. Mas esse "dar sem receber", "ser sofredor", suportar TUDO, eu não consigo. E espero que isso mude, que volte o tal do "primeiro amor" que tanto falam. Quando me cobro isso só sinto um imenso vazio que grita por ser preenchido.

Alguma coisa, em algum ponto, foi perdido. Decepções. E mais decepções..

Mas aí eu lembro de Jesus de novo. Lembro que Ele nos disse que não nos conformaríamos com esse mundo. Que a estrada é estreita. Que o caminho é longo e difícil. Que o amor iria esfriar. Lembro dos discípulos sendo confundidos. Lembro-me que sou apenas uma humana, um "vermezinho de Jacó", que eu sou falha, como qualquer outro. E penso: "será que minha raiva tem que ser direcionada ao meu irmão ou às suas atitudes?"

Não devemos amar o conformismo nem as "coisas desse mundo". Devemos amar uns aos outros. Talvez o primeiro passo seja respeitar o próximo, e essa lição eu aprendi.

"Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito. "( Matin Luther King Jr. )



6 comentários:

___Maio___ disse...

Fiquei emocionado com a sua sinceridade. Como já disse, me enxergo bastante em você. Andei arrumando meus livros, que estavam atolados de poeira, e relembrei tanta coisa boa do tal "primeiro amor", por mais que eu não tenha forças para começar do novo e ter que aturar o "povo" de deus. Senti saudades...e agora estou tendo uma overdose de nostalgia ouvindo Rebanhão (esperando a cerveja gelar)!!!
Eu acho que você tinha que fazer a manutenção deste espaço sempre, é sério, você pode ajudar muita gente, porque existem várias pessoas na mesma situação, precisando encontrar uma mente esclarecida e sem pudor!!!

Tarja Preta disse...

Me sinto hipócrita aqui. Tem muita coisa que mudou desde o primeiro post desse blog. Era uma outra realidade que eu vivia. Eu era mais forte antes..enfim, mesmo assim, como na frase do Luther King, vou continuar mesmo q seja rastejando..vlw pela força. Gostei bastante do seu blog tb. Vc e jornalista, algo do meio da comunicação?

Tarja Preta disse...

Vc falou que estava revendo os livros do início, neh..eu fiz hj isso também, mas foi aqui no blog..quanta diferença..bons tempos, apesar de tudo.

___Maio___ disse...

adiciona o meu msn:

welcometothesky@hotmail.com

Izah Monteiro disse...

\o/

Tarja Preta disse...

/\

Tipo, "passei aqui, viu?!"
kkkkkkkkkkkkkk